O lápis dermatográfico é, sem dúvidas, um dos itens mais utilizados no designer de sobrancelhas, dá para arriscar dizer que, sem ele, é impossível fazer um trabalho bem feito. Principalmente para quem trabalha diretamente com aplicação de henna ou mesmo técnicas de micropigmentação, a marcação antes do procedimento é essencial.

Quando se trata de qualquer tipo de intervenção estética, não dá para simplesmente fazer os procedimentos “no olho” ou deixar de levar em consideração algumas regras básicas. Isso porque, sabemos que no caso das sobrancelhas, elas são responsáveis por modelar o rosto e valorizar o poder da expressão. Não dá para tirar essa vantagem das nossas clientes, certo?

Logo, o primeiro passo é aprender a utilizar ferramentas de marcação adequadas, assim garantimos que tudo sairá como planejado. Por isso que, a seguir, você conhecerá alguns modos de usar o seu lápis dermatográfico, além de entender as características do produto.

O que é um lápis dermatográfico?

O lápis dermatográfico é um instrumento para fazer marcações na pele, sendo bastante utilizado para delimitar uma área específica. Em outras palavras, todo procedimento que exige algum tipo de design, sempre precisará ser feito depois de uma pré-marcação. Isso, dentro do universo da beleza, não é opcional, é regra!

Sua composição basicamente é feita com pigmentos e cera, envoltos em madeira ou plástico. Além disso, o lápis dermatográfico, diferente de outros tipos, não precisa ser apontado, o cordão que envolve a camada externa serve para apontar o lápis sem precisar de um apontador. Para isto, basta ir puxando a cordinha até deixar a extremidade pronta para o uso.

O lápis dermatográfico pode ser aplicado em todo tipo de pele devido à composição de sua barra ser formada de porções de pigmentos e cera que não causam nenhum tipo de reação alérgica. Mas isso também gera dúvidas nas pessoas: se o produto é pigmentado, ele não vai atrapalhar o resultado final?

Diferente de outras substâncias, a contida neste tipo de produto adere bem à superfície, porém, sem fixar. Isso quer dizer que o contorno do lápis dermatográfico pode ser apagado facilmente, bastando passar (com leveza) um algodão sobre as linhas. É simples de usar e de retirar!

Finalidade

O mercado se preocupa e se prepara sempre para resolver pequenas dores de seus clientes, isso para qualquer área. Como não seria diferente com o universo da beleza, itens vão sendo criados e adaptados para as rotinas de cuidado. Foi o que aconteceu com o lápis dermatográfico.

Antes de começar a ser utilizado na estética, somente desenhistas e pessoas que trabalhavam muito com papel faziam uso do lápis dermatográfico. Mas sabendo do poder da multifuncionalidade, as donas de salão decidiram testar o uso em sua rotina de trabalho, colocando o produto para marcar as sobrancelhas antes do design ou da aplicação de henna.

No começo era bem um teste mesmo, uma tática improvisada. Porém, ao comprovar que a técnica era funcional, o uso se popularizou e todo mundo passou a utilizar o produto para facilitar a marcação dos procedimentos.

Ainda que não demonstrasse nenhum tipo de contraindicação, esse primeiro lápis dermatográfico não era produzido pela indústria cosmética, era apenas uma “gambiarra” para otimizar o dia a dia. Foi então que as grandes marcas começaram a desenvolver novas fórmulas, pensadas exclusivamente para uso na pele. Assim, surgiram novas cores e modelos, sempre pensados para melhorar a experiência das profissionais da beleza.

Hoje, as pessoas que mais utilizam o lápis dermatográfico em seu dia a dia são:

Apesar de ser mais comum no meio profissional, pessoas que fazem por conta a aplicação de henna também podem comprar este item para facilitar a demarcação e não errar a mão com o pigmento.

Formas de uso do lápis dermatográfico

Assim como existem diversas formas de fazer a marcação antes do design, também existem modos de incluir o lápis dermatográfico nesse processo. Lembrando que ele é apenas um facilitador, servindo apenas para a fase de marcação.

  1. Design com linha: quem está acostumado a utilizar a linha para medição, pode aproveitar o embalo e fazer a marcação da área também. É bem simples, basta passar o lápis dermatográfico em parte da extensão da linha e apoiá-lo sobre a pele, assim tem referência um boa e mantém a marcação alinhada.
  2. Marcação com paquímetro: já para as pessoas que preferem medir com paquímetro, pode utilizar dele para marcar esses pontos. Assim como fizemos com a linha, basta aplicar o pigmento nas extremidades do instrumento e passar sobre a pele. Pronto, já temos pontos marcados!
  3. Lápis dermatográfico de base: caso não use nenhum dos métodos anteriores, pode utilizar o próprio lápis como referência para marcar pontos estratégicos e fazer o contorno completo da sobrancelha. É uma verdadeira ferramenta multifuncional!

Por que demarcar a sobrancelha para o design ou aplicação de henna?

Demarcar a sobrancelha antes do design ou aplicação da henna é um passo importante dos procedimentos por 2 motivos:

  1. Manter o designer;
  2. Facilitar a epilação, a micropigmentação e aplicação de henna profissional.

Com a marcação, evitamos tirar pêlos em excesso, danificando o recorte das sobrancelhas. Além de, também impedir que na hora da aplicação de henna ou mesmo na micropigmentação exageremos, outra vez, estragando o contorno.

Para resumir: a marcação com lápis dermatográfico garante que o resultado saia como esperado! E não dá para vacilar quando o assunto são as sobrancelhas, pois elas dizem muito sobre nós. Então adicione em seu carrinho de compras este item e não se esqueça de seguir as regras de marcação. Porque uma sobrancelha bem feita tem estratégia, e para isso precisa saber como e qual ferramenta utilizar para esse desenho. Para dúvidas, entre em contato aqui ou continue acompanhando mais conteúdos em nosso blog.